Horário de Atendimento:

8:00h - 20:00h

  • pt-br

Telefone:

(11) 5573-1970

Novidades NOSP - Acompanhe

Saiba Mais sobre o Exame de Polissonografia

Exame de Polissonografia
Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest
StumbleUpon
Saiba Mais sobre o Exame de Polissonografia
5 (100%) 1 votos

O exame de polissonografia é o padrão ouro no diagnóstico e deve ser solicitado para todos os pacientes com suspeita da síndrome da apneia obstrutiva do sono – SAOS. Com a polissonografia positiva para apneia deve-se partir para os exames que avaliam a anatomia de cada paciente e o local de obstrução.

Continue a leitura para saber mais sobre os procedimentos realizados e as indicações do exame.

O Exame de Polissonografia

O diagnostico de apneia do sono é feito através do exame de polissonografia evidenciando um índice de apneia/hipopnéia acima de 5 em adultos e acima de 1 em crianças.

A Polissonografia (PSG) deve ser solicitada em todos os pacientes com suspeita clínica de SAOS. Tendo em vista que o diagnóstico da apneia do sono depende do exame polissonográfico, é importante que o otorrinolaringologista tenha o conhecimento básico na interpretação deste exame que vai muito além do índice de apneia/ hipopneia (IAH).

A polissonografia consiste na utilização dos seguintes dispositivos para avaliar o padrão de sono do paciente:

  • Eletroencefalograma
  • Eletro-oculograma
  • Eletromiograma
  • Eletrocardiograma
  • Termistor, termopar e cânula nasal
  • Cinta torácica e abdominal
  • Oxímetro de pulso
  • Microfone
  • Câmera

Exame de Polissonografia e Critérios Diagnósticos

O diagnóstico de apneia obstrutiva do sono depende dos seguintes critérios de acordo com o ICS3 (International classification of sleep disorders):

A. Presença de um ou mais dos seguintes:
1. O paciente apresenta sonolência, sono não reparador, fadiga ou insônia
2. O paciente acorda com sufocamento, engasgos ou respiração ofegante
3. O parceiro de cama ou outros observam e relatam ronco, pausas na respiração ou os dois durante o sono do paciente.
4. O paciente tem diagnóstico de hipertensão, distúrbio de humor, distúrbio cognitivo, doença coronariana, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca congestiva, fibrilação atrial ou diabetes tipo 2

B. Polissonografia ou monitorização portátil do sono demonstrando:
1. Cinco ou mais eventos respiratórios predominantemente obstrutivos (apneias mistas, obstrutivas, hipopneias ou despertar relacionado a esforço respiratório (RERA)) por hora de sono durante a polissonografia ou teste ambulatorial portátil.

Ou

C. Polissonografia ou monitorização portátil demonstrando:
Quinze ou mais eventos predominantemente obstrutivos ( apneia, hipopneia, RERA) por hora de sono durante a polissonografia ou monitorização portátil

Para diagnóstico da apneia do sono, o paciente deve apresentar as características relacionadas aos itens A e B ou apenas relacionadas ao item C.

Tendo em vista que o diagnóstico da apneia do sono depende do exame polissonográfico, é importante que o otorrinolaringologista tenha o conhecimento básico na interpretação deste exame que vai muito além do índice de apneia/ hipopneia (IAH).

Exame de Polissonografia – Resultados no Laudo

O laudo de um estudo polissonográfico deve conter as seguintes estatísticas:

  • Tempo Total Registro –TTR –mínimo 06 horas
    Tempo Total Sono -TTS
    Eficiência (TTS/TTR): > 85% é o ideal

 

  • Tempo total acordado após início do sono

 

  • Tempo em sono NREM e REM:
    Sono NREM: 15 a 20 minutos (varia com a idade)
    Sono REM: 70 a 90 minutos

 

  • Porcentagem do TTS em cada estágio
    a. Estágio W (acordado) -< 5 % TTS
    b. Estágio N1 (NREM1) -2 a 5%
    c. Estágio N2 (NREM2) -45 a 55%
    d. Estágio N3 (NREM3) -13 a 23%
    e. Estágio R (REM) -20 a 25%

 

  • Eventos Respiratórios:
    Número de apneias, índices, saturação e classificação da SAOS em 3 níveis:

IAH-normal ou ronco primário :<5eventos por hora.
SAOS leve: IAH entre 5 e15
SAOS moderada:entre15e30.
SAOS acentuada ou grave:>30.

  • Presença de Ronco
  • Posição
  • Micro-despertares: Número e índices (Normal entre 10 e 15/hora)
  • Eventos cardíacos: Frequência, arritmias
  • Movimentos dos membros
  • PLMS, índice associado a micro-despertar
  • Alteração EEG
  • Alteração ECG
  • Comportamentos
  • Resumo com a descrição dos achados

Com a polissonografia positiva para apneia deve-se partir para os exames que avaliam a anatomia de cada paciente e o local de obstrução.

Dra. Heloisa dos Santos

Otorrino em São Paulo

Tratamento para Apneia, Ronco.. faça um exame. Cuide da sua saúde.

Dra. Heloisa dos Santos é pessoalmente responsável pela produção, edição, adaptação e curadoria dos textos presentes neste site, além de sua manutenção financeira. Este site é orientado ao público leigo e seu conteúdo é somente de intento informativo e pode não ser adequado a todos usuários. O conteúdo deste site não substitui o médico. Todos devem sempre consultar seu médico antes de tomar qualquer decisão com respeito à sua saúde. Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie. Este site não hospeda ou recebe financiamento de publicidade ou exibição de conteúdo comercial. Política de Banners: Não temos publicidade e não fazemos trocas de Banner ou Display. Missão Do Site: prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade.Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. Os comentários são visíveis a todos. Podem ser alterados ou apagados.