Horário de Atendimento:

8:00h - 20:00h

  • pt-br
  • en

Telefone:

(11) 5573-1970

A Medicina do Sono é uma subespecialidade da Otorrinolaringologia que estuda as funções do sono, os seus distúrbios e o impacto destes distúrbios na vida dos indivíduos. O desenvolvimento desta ciência médica tem sido intenso, atraindo o interesse de várias outras especialidades médicas.

Dentro dela, uma das áreas de maior crescimento refere-se à Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono que, nos últimos 20 anos vem apresentando novos conceitos, inovações em procedimentos e tratamentos, com melhores perspectivas aos pacientes.

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é caracterizada por episódios recorrentes de obstrução parcial (hiponeia) ou total (apneia) das vias aéreas durante o sono, apesar da manutenção dos esforços respiratórios, geralmente resultando em despertares noturnos frequentes, com consequente sonolência excessiva.

O seu principal sintoma é o ronco, mas sintomas como sonolência diurna excessiva (SDE), sono não reparador, fadiga ou insônia; acordar com pausas respiratórias, engasgos ou asfixia também são comuns. Milhares de pessoas sofrem de Apneia do Sono não diagnosticada. Quando esta doença não é tratada, pode aumentar:

Leia aqui sobre Otorrinolaringologia e a Medicina do Sono

  • O risco de hipertensão, doença cardiovascular, infarto e ataque cardíaco;
  • O risco de acidentes automobilísticos e ocupacionais;
  • O risco de impotência sexual masculina;
  • Fadiga diurna e deficiência cognitiva.

A Apneia do Sono pode ser bem conduzida através de diversos tratamentos. Algumas das abordagens terapêuticas mais comuns são o CPAP, aparelho oral, como o Aparelho de Avanço Mandibular, Uvulopalatoplastia com laser, Ablação com Radiofrequência e cirurgia ORL. A chave para o tratamento mais apropriado começa com um bom diagnóstico.

Diagnóstico da Apneia do Sono

A classificação da gravidade da SAOS é baseada em critérios clínicos e polissonográficos. Esses critérios diagnósticos são baseados nos sinais e sintomas clínicos e nos achados objetivos da polissonografia (PSG) ou exames de monitorização domiciliar.

Para o diagnóstico de apneia do sono é necessário que o estudo do sono contemple parâmetros como: número de apneias e hipopneias, número de despertares, percentuais dos estágios de sono, média da frequência cardíaca e ocorrência de arritmias cardíacas.

Tecnologia de Tonometria Arterial Periférica (PAT) e o Estudo do Sono Domiciliar

Medicina do Sono - Dr José Antonio PintoMedicina do Sono - Dr José Antonio Pinto

Atualmente, já é possível a realização do Estudo do Sono em casa, através de várias alternativas ao estudo realizado em laboratório, conhecido como Polissonografia (PSG). Dessa forma, um número maior de pessoas podem ser diagnosticadas e tratadas adequadamente.

Existem várias opções no mercado para a realização do estudo do sono domiciliar. Contudo, utilizamos a tecnologia Watch-PAT, que fornece mais dados clínicos do que qualquer outro equipamento para este fim. Além disso, o aparelho não requer sensores ou eletrodos no corpo, sendo mais confortável e prático para o paciente.

Tecnologia para a Medicina do Sono

A Tonometria Arterial Periférica (PAT) é um novo método proposto para o diagnóstico da SAOS. Essa tecnologia usa um sensor que, através do pulso venoso, mede continuamente as mudanças de volume arterial no dedo, que refletem a atividade simpática devido a despertares.

A Apneia do Sono pode ser diagnosticada sem necessidade de cânula nasal ou cintas de esforço, pois o aparelho, colocado no punho do paciente e com um biosensor de dedo, mede o tempo real de sono e os estágios do sono sem uso de eletrodos do EEG na cabeça.

O paciente usa o Watch-PAT durante a noite e no dia seguinte retorna-o para baixar os dados gravados no computador através de software que vai gerar o relatório do estudo do sono.

A tecnologia foi validada em comparação com a PSG, autorizada pela ANVISA e atende aos padrões da AASM (American Association of Sleep Medicine). A Academia Americana de Medicina do Sono é uma sociedade profissional dos Estados Unidos para a subespecialidade médica da medicina do sono, que inclui distúrbios dos ritmos circadianos. Foi criado em 1975. As funções da organização incluem o credenciamento de instalações de medicina do sono nos Estados Unidos.

Também foi votada pela Clevelande Clinic como uma das “Top Inovattion” de 2010.

Medicina do Sono - Dr José Antonio Pinto

Dra. Heloisa dos Santos é pessoalmente responsável pela produção, edição, adaptação e curadoria dos textos presentes neste site, além de sua manutenção financeira. Este site é orientado ao público leigo e seu conteúdo é somente de intento informativo e pode não ser adequado a todos usuários. O conteúdo deste site não substitui o médico. Todos devem sempre consultar seu médico antes de tomar qualquer decisão com respeito à sua saúde. Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie. Este site não hospeda ou recebe financiamento de publicidade ou exibição de conteúdo comercial. Política de Banners: Não temos publicidade e não fazemos trocas de Banner ou Display. Missão Do Site: prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade.Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. Os comentários são visíveis a todos. Podem ser alterados ou apagados.